Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
Logo 9ª Copa Tabelas Completas
Pontuações Jogos Realizados
Luta Sindical

Luta e mobilização pela Convenção Coletiva na Big Lu

A diretora Yara e equipe, do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, fizeram, nesta quinta-feira (10), um protesto na porta da Big Lu Comércio e Indústria de Metais Sanitários, na zona leste, contra a intransigência do patrão que não quer negociar a Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. O dono da fábrica é o negociador do Siamfesp (Sindicato da Indústria de Metais não Ferrosos), sindicato patronal que não assinou a convenção na campanha salarial no ano passado.
A manifestação durou cerca de três horas e contou com a participação dos trabalhadores, que estão firmes na mobilização pela Convenção.
Segundo a diretora, o Sindicato vai encaminhar pauta à empresa pedindo a abertura de negociação e também aviso de greve. Se a empresa não negociar, os trabalhadores irão à greve.
Direitos
“A Convenção Coletiva é o principal instrumento de garantia de direitos trabalhistas e sociais, sobretudo depois da imposição da nova lei (reforma) trabalhista. É um documento que tem força de lei e é fundamental para a manutenção dos direitos, da melhoria dos ambientes de trabalho, da representação sindical e não abrimos mão dele”, afirma Miguel Torres, a presidente do Sindicato e da CNTM e vice-presidente da Força Sindical.
Unidade na luta – A mobilização na fábrica contou com o forte apoio e participação dos diretores(as) do Sindicato Uélio, José Luiz, Leninha, Adriano Lateri, Rodrigo, Mixirica, Bomberinho, Jesus, Donizeti e suas equipes, bem como assessores dos diretores Teco, Ester, Zé Silva, Curió, Sales, Ninja e Maurício Forte.

 

 

Comentários