Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
Radio Peao Brasil Luta Sindical

Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho

Fonte: Força Sindical SP

cartazsstmenor

A Força Sindical, por meio da sua Secretaria de Saúde e Segurança no Trabalho, realiza nesta quinta, 27 de abril, o Seminário Nacional Alusivo ao dia 28 de abril “Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho”.

O evento será antecipado em um dia, tendo em vista o dia 28 ser o dia nacional de greve contra as reformas, convocado pelas centrais sindicais. O seminário será realizado no auditório do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, na Rua Galvão Bueno, 782, Liberdade.

O secretário da Saúde e Segurança, Arnaldo Gonçalves, enviou uma carta aos seus companheiros explicando os motivos do seminário.

Eis a carta:
Companheiros e companheiras,
No mundo todo, o dia 28 de abril lembra o outro lado do trabalho: o que acidenta, incapacita e mata trabalhadores e trabalhadoras.  Em nosso País, temos números de registros de acidentes e doenças, comparados a números de ocorrências em guerras. Todos os anos morrem três mil trabalhadores, uma morte a cada duas horas de trabalho, e outros 300 mil se acidentam, ou seja, são três acidentes a cada minuto trabalhado.

Dados indicam que na realidade, os números de acidentes e doenças são muito maiores do que apresentados em levantamentos oficiais. É sabido por todos que existe alto índice de subnotificação dessas ocorrências por parte dos empregadores.

Numa conta atualizada para 2015, somente o custo gerado pelos acidentes entre trabalhadores com carteira assinada que são notificados e identificados nas estatísticas oficiais é estimado em R$ 70 bilhões.

Existem ainda outros custos que escapam às estatísticas oficiais. Esses custos vão além dos benefícios previdenciários, já que a eles se somam os gastos indiretos no Sistema Único de Saúde (SUS), com seguros de acidentes ou ações nos tribunais de Justiça por exemplo. O SUS, que é universal, atende um grande número de pessoas que se acidentam e adoecem no mercado informal cujas despesas correm por conta do Ministério da Saúde e não do INSS.

Veja a programação do Seminário

Programação:
09:00 Composição de mesa – Hino Nacional
09:30 Histórico do “Dia Mundial em Memória as Vitimas de Acidentes de Trabalho”
09:40 Exposição: “O papel do movimento sindical na defesa do SUS”

Palestrante: Ronald Ferreira dos Santos – Presidente – Conselho Nacional de Saúde / MS

10:20 Exposição: “O papel da CISTT na promoção e prevenção da Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora”.

Palestrante: Geordeci Menezes de Souza – Coordenador da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora – CISTT/CNS/MS

11:00 Exposição: “A 1ª Conferencia Nacional de Vigilância em Saúde”.

Palestrante: Fernando Zasso Pigatto – Coordenador da Comissão Intersetorial de Vigilância em Saúde – CIVS/CNS/MS

11:40 Debate
12:20 Encerramento