Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
Radio Peao Brasil Luta Sindical

Lutas para barrar a MP 873 e a reforma da Previdência

O deputado federal Paulinho da Força tem ajudado muito, juntamente com outros deputados, para que a comissão especial criada para apreciar a medida provisória 873 não tenha quórum.

É um trabalho de “formiguinha”, semanal e de muita articulação e diálogo.

Acontece que a MP é uma imposição do governo para dificultar ao máximo a sobrevivência das entidades sindicais no País, fragilizando assim a resistência contra os ataques aos direitos sociais, trabalhistas e previdenciários da classe trabalhadora e permitindo a continuidade da exploração e da precarização nas relações de trabalho.

É fundamental que esta medida caduque, ou seja, que perca a validade, para que se possa democraticamente, de forma respeitosa e civilizada, reabrir um debate nacional sobre os temas estrutura e representatividade sindicais em consonância com a retomada do desenvolvimento econômico do País e da geração de empregos de qualidade para todos.

Veja vídeo com Paulinho da Força e Miguel Torres – https://www.youtube.com/watch?v=84jQuQljf4M

Vela vídeo com Miguel Torres – https://www.youtube.com/watch?v=55nqkWAzj6E

Atenção!
A ação direta de inconstitucionalidade proposta pela OAB sobre a medida provisória 873 ainda não está na pauta do STF para julgamento.

Abaixo-assinado e greve geral de 14 de junho

Para Miguel Torres, presidente da Força Sindical, CNTM e Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, outra luta de extrema importância para a classe trabalhadora é fazer com que os parlamentares não aprovem a reforma da Previdência do governo. “Contra esta injusta reforma, que tira direitos, mantém privilégios e destrói o sistema público da Previdência Social, temos o abaixo-assinado para sensibilizar os parlamentares e a greve geral de 14 de junho. Vamos à luta. A luta faz a lei”.