Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
Logo 9ª Copa Tabelas Completas
Pontuações Jogos Realizados
Luta Sindical

Campanha Salarial: Assembleia na Zona Norte aprova luta pelos direitos

Fonte: Assessoria de Imprensa

fotos Box Midia TV

O presidente do Sindicato, Miguel Torres, comandou na noite desta quarta-feira (4) a segunda Assembleia Regional de mobilização da categoria para a Campanha Salarial. A assembleia reuniu trabalhadores de várias fábricas metalúrgicas da zona norte da capital, no bairro do Parque Novo Mundo, convocados pelos diretores Adnaldo, Alsira e Curió, com apoio de toda a diretoria e assessoria.

Miguel Torres chamou a atenção para a lei (reforma) trabalhista que entrará em vigor em novembro, mês da nossa data-base. A reforma do governo, aprovada no Congresso Nacional, tira direitos e traz mudanças nas formas de contratação, de forma prejudicial aos trabalhadores.

“A lei permite que as empresas negociem novas formas de contrato de trabalho direto com o trabalhador e homologuem as rescisões de contrato sem os sindicatos ou o Ministério do Trabalho. Essa questão é delicada e a gente sabe a pressão que cada um vai receber pra aceitar o que a empresa quiser e os trabalhadores vão perder direitos”, esclareceu Miguel Torres.

O presidente explicou que a lei vai dificultar o acesso do trabalhador à Justiça, cobrar dele os encargos trabalhistas, dificultar as perícias dos ambientes de trabalho e deixou claro como é importante os trabalhadores de mobilizarem para impedir a aplicação da lei, que entrará em vigor em novembro, mês da nossa data-base.

“Na nossa Convenção Coletiva, que estamos negociando com o patronato,  incluímos direitos que foram tirados da CLT e que só vamos recuperar com a mobilização e a pressão da categoria. O trabalhador tem que participar”, afirmou.

Luta de resistência
O presidente falou também sobre o Dia Nacional de Lutas, Protestos e Greves contra a perda de direitos, convocado para o dia 10 de novembro pelo movimento Brasil Metalúrgico, que reúne entidades de metalúrgicos de todo o Brasil filiadas a todas as centrais sindicais. “Vamos fazer uma grande mobilização; vamos ficar em casa ou ir pra rua protestar e mostrar que não aceitamos essas reformas”, conclamou Miguel Torres.

O secretário-geral Arakém reforçou a importância da mobilização dizendo que “a luta faz a lei e é dessa maneira que vamos garantir nossos direitos”.
A próxima assembleia regional será nesta sexta-feira, dia 6, na zona sul da capital.

Clique aqui para ler sobre a assembleia regional na zona sul, dia 29/9 

Presidente Miguel Torres

Secretário-geral Arakém

 

Comentários