Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
1
Radio Peao Brasil Luta Sindical

Movimento Brasil Metalúrgico afina preparativos para o Dia Nacional de Luta

Agência Sindical

Sindicalistas do movimento Brasil Metalúrgico se reuniram ontem (30), em São Paulo, para definir ajustes a mobilização da categoria em todo o País em 10 de novembro, Dia Nacional de Luta e Defesa dos Direitos. O encontro, no Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, teve a presença de dirigentes ligados à CUT, Força Sindical, CTB, CSP-Conlutas e CGTB.

Miguel Torres, presidente do Sindicato da Capital, da Confederação (CNTM) e vice da Força, adiantou à Agência Sindical que a expectativa é realizar uma grande mobilização, “com greves, paralisações e manifestações nas portas de fábrica e nos espaços públicos de grande concentração de popular”.

“A reunião foi bem produtiva. Sentimos que a categoria está bastante mobilizada. Agora precisamos esclarecer a população. Vamos distribuir, a partir da semana que vem, um informativo para que as pessoas possam entender o que vai acontecer no dia 10 de novembro e também participar”, ressalta.

O dirigente faz um chamamento às lideranças sindicais de todo o País. “É muito importante que todos os nossos Sindicatos, Federações, Confederações e Centrais mobilizem os seus dirigentes, ativistas sindicais e os trabalhadores de todas as categorias”, diz Miguel.

A Agência ouviu também o presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM), Paulo Cayres. “Nossa base está mobilizada. Estamos colhendo assinaturas em todo o Brasil para o Projeto de Lei de Iniciativa Popular que pede a revogação da reforma trabalhista. Nossa intenção é protocolar na Câmara dos Deputados, em Brasília, dia 8 de novembro. Dia 10 estaremos protestando contra as reformas trabalhista e também da Previdência”, afirma.

Eletricitários – Outra categoria que participou da reunião do movimento Brasil Metalúrgico foi a dos Eletricitários. Os trabalhadores do setor prometemparalisação de 24 horas no Dia Nacional de Luta e Defesa dos Direitos, contra a privatização da Eletrobras.