Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
Radio Peao Brasil Luta Sindical

Sindicato fecha hoje em apoio a Lula e em protesto à sua prisão

Em repúdio à decretação da prisão do ex-presidente Lula e como forma de protesto contra essa medida que considera arbitrária, o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes decidiu dispensar seus funcionários e fechar a sede em São Paulo e a subsede em Mogi das Cruzes nesta sexta-feira, 6 de abril de 2018.

Juntamente com outros sindicalistas e manifestantes, a diretoria e a assessoria do Sindicato estão participando da vigília de solidariedade a Lula na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e comunicando sua decisão aos trabalhadores nas fábricas por meio de grupos de mídias sociais e site oficial (www.metalurgicos.org.br). Ao mesmo tempo está convocando os trabalhadores da categoria a se juntarem à vigília contra a prisão de Lula após o turno de trabalho.

O Sindicato divulgou Nota de Protesto contra “as injustas e aceleradas condenação e decretação de prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva…”.

Segue a nota,

Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes apoiam Lula

“Nós, dirigentes e trabalhadores metalúrgicos, juntamos nossa indignação à de todos os democratas do País contra as injustas e aceleradas condenação e decretação de prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, a quem prestamos total apoio, inclusive com a nossa presença na vigília do movimento sindical unificado, dos movimentos sociais e lideranças políticas no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em São Bernardo do Campo/SP.

Não podemos aceitar que -a pretexto de combater a corrupção- líderes populares, com o ex-presidente Lula, que teve uma grandiosa passagem pela Presidência da República, com reconhecimento mundial, sejam perseguidos por uma justiça tendenciosa, de cunho evidentemente ideológico, a serviço dos interesses dos setores conservadores e atrasados do país e, ouso dizer, dos interesses do rentismo e do capital estrangeiro.

Nordestino, brasileiro, metalúrgico, dirigente sindical e líder político, Lula merece respeito, por sua trajetória de luta em defesa dos setores menos favorecidos do Brasil e pelas melhorias conquistadas -em seus dois mandatos como presidente da República- para o padrão de vida de milhões de famílias brasileiras.

Ao repudiarmos as injustas condenação e decretação de prisão do ex-presidente, estamos também defendendo o direito de Lula concorrer às eleições 2018. Conclamamos todos os cidadãos de bem a se manifestarem contra este abuso ao pleno direito de defesa, contra este ataque à democracia e contra este ataque à liberdade.

Se aceitarmos passivamente esta perseguição política, todos nós que lutamos pelos direitos da classe trabalhadora, pela retomada do desenvolvimento econômico e por um Brasil melhor para todos, corremos o risco de ser também brutalmente perseguidos futuramente pelos setores autoritários do País”.

Miguel Torres

presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes e da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM), vice-presidente da Força Sindical e líder do movimento Brasil Metalúrgico