Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
Logo 9ª Copa Tabelas Completas
Pontuações Jogos Realizados
Luta Sindical

3ª Oficina de Mulheres valoriza gestantes e mães metalúrgicas

Metalúrgicas gestantes na abertura da Oficina com Miguel Torres diretoras Elza Costa, Leninha, diretores(as) e assessoras

Foi dinâmica, descontraída e envolvente a 3ª Oficina da Mulher Metalúrgica realizada nesta sexta-feira pelo Departamento da Mulher, do Sindicato. Voltada para trabalhadoras gestantes da categoria, a Oficina teve como tema “Fortalecer a Mulher e Humanizar o Parto para Transformar o Mundo” e contou a presença de 60 mulheres, entre elas, 14 gestantes e 15 mães que tiveram filhos há poucos meses e participaram da oficina anterior.

O evento abordou a importância de a mulher grávida receber informações sobre a gestação e o pós-parto, escolher a forma como o bebê vai nascer e entender que o importante não é só o momento parto, mas toda a gestação, a saúde do bebê e da mulher e família em geral. Também tratou da dificuldade de um atendimento mais humanizado por parte dos hospitais e profissionais de saúde na hora do parto.

As trabalhadoras foram saudadas pela diretora Leninha, coordenadora do Departamento da Mulher, pelo presidente do Sindicato, Miguel Torres; diretora de finanças, Elza Costa, diretores Cláudio Prado e Xepa.

Leninha explanou o tema do evento ressaltando os “cuidados na gestação e no pós-parto, a família e o tratamento justo e especial das futuras mães e bebês. Também citou a importância do departamento da mulher na vida das futuras mães e trabalhadoras.

Miguel Torres disse que “devemos dar atenção à saúde e à prevenção. A oficina propicia a troca de ideias e o aprendizado mútuo entre profissionais, gestantes, mães recentes” e falou sobre as reformas previdenciária e trabalhista, que tiram direitos e vão afetar o futuro das famílias e das novas gerações. “Se não lutarmos agora nossos filhos não terão direitos trabalhistas no futuro”, disse.

A diretora Elza também falou dos cuidados e da prevenção para uma gestação sadia e sem riscos. “O acompanhamento da gestação e o pós-parto são prioridade para que os recém-nascidos tenham bom desenvolvimento e as mães uma saúde plena”.

Atividades
A oficina teve palestra com profissionais da área de saúde, como as doulas Gabriela Figueiredo, cirurgiã-dentista, especialista no atendimento à gestante e parto, e Daniela Almeida Andretto doutora em saúde; apresentação do documentário “Renascimento do Parto”, que mostrou, entre outras questões, a importância de um atendimento humanizado à mulher e ao recém-nascido e os diversos tipos de partos (normal, vaginal, natural, fórceps, cócoras, parto sem dor, cesária e parto humanizado).

O economista da subseção do Dieese no Sindicato, Thomas Ferreira Jensen, deu um depoimento sobre a experiência de ter participado de dois partos em casa, da sua mulher. “Foi mais humanizado e menos invasivo que nos hospitais e tivemos auxílio de profissionais da área”.
As gestantes e mães participaram de exercícios que auxiliam no trabalho de parto e do sorteio de prêmios.

Leninha, trabalhadora da categoria com seu bebê e Miguel Torres

 

Diretoras Yara e Elza com trabalhadoras que participaram da oficina anterior da gestante

 

Comentários