Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
Logo 9ª Copa Tabelas Completas
Pontuações Jogos Realizados
Luta Sindical

Vera, pré-candidata a presidente, debaterá suas propostas nesta sexta, 15 de junho, 14h30, no auditório do Sindicato

O Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, filiado à Força Sindical e à Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM), seguindo a tradição democrática de promover debates em ano eleitoral, tem ouvido os pré-candidatos a presidente da República, do campo progressista, para que apresentem suas propostas de governo e conheçam a pauta da classe trabalhadora.

O terceiro encontro será com a pré-candidata Vera Lúcia, pelo PSTU, nesta sexta, 15 de junho de 2018, 14h30, no auditório do Palácio do Trabalhador, sede do Sindicato, na rua Galvão Bueno, 782, Liberdade, São Paulo/SP.

Este encontro contará com a presença de trabalhadores metalúrgicos, diretores, assessores e funcionários do Sindicato, dirigentes sindicais de outras categorias e centrais, estudantes, lideranças políticas e representantes de movimentos sociais.

Neste debate iremos reafirmar à pré-candidata Vera Lúcia nossa posição contrária às políticas neoliberais de exclusão social em andamento no País e em defesa de um plano nacional de desenvolvimento que garanta a retomada do crescimento econômico, com valorização da indústria nacional, geração de emprego de qualidade, distribuição de renda e garantia dos direitos trabalhistas, sociais e previdenciários da classe trabalhadora.

“Estamos abertos aos candidatos que assumam o compromisso de barrar as reformas que o atual governo aprovou e pretende aprovar para beneficiar o grande capital. O povo brasileiro merece um País melhor e governantes comprometidos com a construção de uma Nação mais justa, sem miséria, próspera e soberana”, diz Miguel Torres, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes e da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM), vice-presidente da Força Sindical e um dos coordenadores do movimento Brasil Metalúrgico.

Nossas reivindicações:

* Revogação da lei da reforma trabalhista e da terceirização sem limites.

* Plano nacional de desenvolvimento, com fortalecimento da indústria, engenharia, ciência e tecnologia brasileiras, geração de empregos de qualidade para todos, valorização do trabalho e distribuição de renda.

* Renovação da frota de veículos, com indústrias de reciclagem, geração de milhões de empregos na cadeia automotiva e mais qualidade de vida.

* Ações contra a sobretaxa dos EUA à importação de aço e alumínio do Brasil.

* Não votação e não aprovação da reforma da Previdência que prejudica as aposentadorias públicas.

* Reorganização do mercado de trabalho e valorização do mercado interno.

* Garantia de financiamento às estruturas sindicais.

* Fim das privatizações e da entrega de nossas reservas energéticas, terras próximas a aqüíferos, setores estratégicos e empresas como Eletrobras, Petrobras, Embraer, Imbel e BNDES.

* Fim do engessamento dos investimentos públicos nas áreas sociais, saúde e educação.

* Pela liberdade de expressão e de manifestação política e fim da perseguição a líderes sindicais, políticos e dos movimentos sociais.

* Redução dos juros.

* Correção da tabela do imposto de renda.

Encontros anteriores

Ciro Gomes – PDT

Manuela D’Ávila – PCdoB

Comentários