Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
1
Radio Peao Brasil Luta Sindical

Não às demissões nas montadoras!

180x180“É extremamente grave a notícia de que as montadoras pretendem acelerar as demissões, mesmo depois da adoção de mecanismos de proteção ao emprego (PPE, lay-off, licença-remunerada), que são uma forma responsável de as empresas e os sindicatos tratarem a questão da crise sem a perda dos postos de trabalho e sem risco de piora em nossos ainda sensíveis índices sociais.

Estamos cientes de que o setor sofre com os reflexos da recessão e que os pátios das montadoras e concessionárias de veículos estão lotados. Mas apostar no pior, o desemprego, é uma medida radical, irracional e absurda. Trabalhadores empregados, com bons salários e segurança, são os que fazem girar a economia e o comércio, colaborando com a superação da crise, a retomada do desenvolvimento e a recuperação do mercado consumidor.

Nós, do movimento sindical, estamos atentos aos cenários econômico e político do País e às dificuldades apontadas pelos fabricantes de veículos. Mas vamos resistir em defesa dos trabalhadores, de seus empregos e seus direitos, com fortes manifestações de protesto, de forma unificada, com participação de sindicatos da Força Sindical e de outras centrais sindicais.

Acreditamos na superação da crise e na retomada da produção. E temos colaborado com propostas que acreditamos viáveis, como o documento Compromisso pelo Desenvolvimento e o programa de Sustentabilidade Veicular (Renovação da Frota de Veículos), fundamentais para a geração de milhões de empregos na ampla e importante cadeia automotiva e para alavancar o setor produtivo, a indústria, o comércio e o PIB nacional. Já apresentamos estas propostas aos governos federal (Dilma e Temer) e estadual) e estamos aguardando um sinal verde.

Os empresários precisam ter cautela, ouvir a classe trabalhadora e atuar com o movimento sindical na busca de medidas contra a estagnação econômica, pela manutenção e geração de postos de trabalho, e contra a instabilidade social”.

Miguel Torres
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes
Presidente da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos)
Vice-presidente da Força Sindical

artigo publicado no Diário de S.Paulo – edição de 1 de junho de 2016

artigoMiguel