Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073

Metalúrgicos aprovam abono, reajuste e conquistas da Convenção Coletiva

Os metalúrgicos aprovaram em Assembleia Geral na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, na Liberdade, nesta sexta, 4 de novembro de 2022, a proposta negociada com o grupo patronal 3 (autopeças) que também servirá como parâmetro mínimo para os demais grupos patronais na Campanha Salarial 2022 em andamento.

Abono de 15% – 7,5% a ser pago até 30 de novembro de 2022 e 7,5% a ser pago até 20 de dezembro de 2022; Renovação das conquistas da Convenção Coletiva de Trabalho (89 cláusulas); Correção do piso salarial; Reajuste salarial a partir de 1º de janeiro de 2023 (inflação integral do período).

A Assembleia foi coordenada pelo presidente do Sindicato, Miguel Torres, pelo secretário-geral Jorge Carlos de Morais, o Arakém, e pelo tesoureiro-geral José Luiz, com presenças dos diretores e diretoras do Sindicato e equipes.

Miguel Torres

A campanha salarial é unificada entre os 53 Sindicatos de Metalúrgicos que representam em torno de 700 mil metalúrgicos no Estado de SP.

Outros temas da assembleia foram as eleições gerais de outubro, o aplicativo do Sindicato com sorteios de prêmios na campanha de Sindicalização Premiada, as vagas que serão sorteadas para o Clube de Campo de Mogi das Cruzes e para o Centro de Lazer de Praia Grande e o protagonismo histórico da categoria metalúrgica nas lutas por melhores condições de trabalho, pela geração de empregos de qualidade, pela Democracia e pela retomada do desenvolvimento econômico e social do Brasil.

Miguel Torres, presidente do Sindicato, da CNTM e da Força Sindical, destacou as importantes conquistas da Campanha Salarial 2022, agradeceu o apoio da categoria metalúrgica, falou dos desafios da classe trabalhadora e saudou a eleição de Lula presidente na eleição de 30 de outubro como um novo tempo de esperança, de prosperidade, de democracia e de desenvolvimento para toda a sociedade brasileira.

Jorge Carlos de Morais, o Arakém, secretário-geral do Sindicato

José Luiz, tesoureiro-geral do Sindicato

Diretor Juruna, também secretário-geral da Força Sindical

Diretor Carlão

José Osmair Polisel, o Jop, assessor técnico do Sindicato

Geraldino, Alsira, Juruna, Miguel e Carlão

Categoria metalúrgica, sempre na luta e mobilizada para conquistar

O Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, fundado em 1932, sempre lutou pela democracia, liberdade de expressão e pelos direitos dos trabalhadores.

Para a consecução de tais objetivos, imperativo estabelecer condições adequadas, isto é, fontes de custeio para a implementação das responsabilidades sindicais.

Embora o Sindicato lute com afinco por toda a categoria, a Constituição da República vigente estabelece como direito do(a) trabalhador(a) não ingressar como sócio(a) em seu Sindicato, significando a inexigência de cumprir quaisquer contribuições sindicais que não tenham sido aprovadas em assembleia da categoria. E é nesse sentido que se estabelece o chamado “direito de oposição”, isto é, ato por meio do qual o(a) trabalhador(a) pode se opor aos descontos em seus salários, conforme previsto nas normas coletivas.

Assim, garante-se ao(à) trabalhador(a) a participação nas entidades sindicais, mas também o direito constitucional de não participar e, por extensão, de não contribuir.

Ao manifestar o direito de oposição, o(a) trabalhador(a) exerce um direito individual e, portanto, se distancia da coletividade, da consciência de classe e do espírito de solidariedade que pauta a maioria da Categoria Metalúrgica em união com um Sindicato histórico, estruturado e organizado para atuar nas relações de trabalho, nas negociações com os setores patronais, nas ações por melhores salários e condições de trabalho, mais benefícios, bem como nas lutas por um Brasil cada vez mais desenvolvido, justo e cidadão.

Contribuição Assistencial
Prazos de cartas de oposição:
16 a 18 de novembro de 2022
Fundição e Grupo 3
das 9 às 16h
Sede: Rua Galvão Bueno, 782, Liberdade, São Paulo
Subsede: Rua Afonso Pena, 137, Vila Industrial, Mogi das Cruzes

Convenções Coletivas 2022 – 2023 -2024