Brizola Neto diz que ministério precisa ser ágil, transparente, inovador

Agência Câmara

Presidente Dilma empossa Brizola Neto no
Ministério do Trabalho

O Ministério do Trabalho precisa ser ágil para estar à altura dos desafios do país, disse hoje (3) o novo ministro do Trabalho, Brizola Neto, no discurso de posse. Ele destacou que a pasta precisa se esforçar para acompanhar tanto o avanço tecnológico quanto o crescimento econômico nacional.

“É preciso que [o ministério] seja ágil, transparente, inovador, precisa fazer parte da discussão e da implementação de políticas sociais que nos conduzam a caminhos que se abram para o nosso país”, disse.

Brizola Neto lembrou ainda da figura de seu avó, Leonel Brizola, como sendo peça fundamental de sua atuação política. “O sobrenome que possuo integra uma linhagem de brasileiros ilustres, que se inicia com Getúlio Vargas, João Goulart e da figura saudosa de meu avó, Leonel Brizola. Esse sobrenome indissoluvelmente ligado a essa trajetória histórica que agora se redesenha em Luiz Inácio Lula da Silva e a com a presidenta Dilma Rousseff”, disse.

O ex-ministro do Trabalho Paulo Roberto Pinto lembrou das conquistas do ministérios nos últimos anos como a implementação das novas regras para o ponto eletrônico e a criação do grupo móvel de fiscalização de grandes obras.

Brizola Neto tomou posse hoje depois de cinco meses da saída de seu antecessor, Carlos Lupi, que deixou o ministério por denúncias de irregularidades na pasta. Paulo Roberto Pinto assumiu a pasta como ministro interino.

Edição: Talita Cavalcante