Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
Radio Peao Brasil Luta Sindical

Carlos Augusto dos Santos – 4º Secretário


Data de nascimento: 24/05/1964
Data em que se tornou sócio: 07/03/1995
Naturalidade: São Isabel Ivaí – PR
Sindicato: 2º Andar Sala 215
Tel: 3388.1202 / 3388.1205
E-mail: carlao@metalurgicos.org.br

4º Secretário do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, Carlão nasceu em Santa Isabel do Ivaí, Paraná, em 24 de maio de 1964. Filho de um pedreiro e de uma empregada doméstica, Carlão veio para São Paulo em 1978, indo morar na Favela Buraco do Sapo, em Americanópolis, na Cidade Adhemar, Zona Sul de São Paulo. Um ano depois, mudou-se para Itapecerica da Serra, onde começou a trabalhar como ajudante na Metalúrgica Adal (atual Adalume), empresa de Serralheria e Esquadrias Metálicas, passando depois a ½ oficial serralheiro.

Na Adal ficou por cerca de um ano, indo em seguida para a Indústria Paulista de Estacas, tornando-se operador de pontas rolantes. Nessas duas empresas, mesmo sem qualquer compromisso com o movimento sindical, atuou em várias ações, tendo conquistado o leite para os trabalhadores, refeitório e equipamentos de proteção, como óculos e botas, entre outros.
Trabalhou depois na Civitela, onde, após passar por alguns setores, tornou-se pintor. Nesta empresa, comprou muita briga com um encarregado por discordar de suas atitudes, reivindicando, em várias ocasiões, diretamente com o dono da empresa. Mesmo tendo obtido conquistas dentro da empresa, um mês depois, por pressão do tal encarregado, acabou sendo demitido.

Em São Paulo trabalhou na Polivac, onde participou da greve dos metalúrgicos de 1984, mesmo sendo a sua empresa fabricante de plástico. Depois trabalhou durante oito meses na Astec. Saiu de lá porque exercia a função de extrusor, mas a empresa não queria registrá-lo como tal. Foi para a Envemo (Engenharia de Veículos e Motores), onde entrou como pintor de autos e saiu pelo motivo de a empresa ter-se mudado para Taboão da Serra.

Já na Qualitécnica, associou-se ao Sindicato em 1985. Em 1988, veio para a entidade como assessor. Participou de todos os movimentos do período, como pelos 147% dos aposentados, Diretas Já, impeachment do presidente Collor e da fundação da Força Sindical, em 1991. É diretor do Sindicato desde 1994.

Atuante nas comunidades de bairro, Carlão, participa desde 1990 da organização de associações de moradores, tendo, ainda, expressiva participação na organizado de diretórios partidários na região. Carlão treinou capoeira por 18 anos, e é mestre de 2º grau.

Carlão foi confirmado como diretor nas eleições sindicais de 2008 e 2012, tomando posse em 2013 como 4º Secretário do Sindicato.

Em eleições realizadas em agosto de 2016, Carlão foi reeleito diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes para a gestão 2017-2021, no cargo de 4º secretário.

Comentários