Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
Logo 9ª Copa Tabelas Completas
Pontuações Jogos Realizados
Luta Sindical

Centrais Sindicais organizam o 10 de Agosto, Dia Nacional de Luta contra o Desemprego

 

As centrais Força Sindical, CUT, UGT, CTB, Nova Central, CSB/Conlutas e Intersindical reuniram-se nesta quarta, 11 de julho de 2018, no auditório do Dieese, em São Paulo, para um segundo encontro para organizar o “10 de Agosto, Dia Nacional de Luta contra o Desemprego” e contra os ataques aos direitos da classe trabalhadora, às riquezas nacionais e aos setores produtivos estratégicos para o desenvolvimento do País.

Além de paralisações nos locais de trabalho pelo Brasil, as entidades sindicais vão fazer um ato de protesto às 10h, em frente à Fiesp, na Avenida Paulista, 1.313, em São Paulo.

O Dia de Luta contará com a participação de movimentos sociais por moradia, professores e várias outras categorias – metalúrgicos, bancários, vestuário, químicos, transporte, comerciários, entre outras.

A unidade na luta foi destaque nas falas dos dirigentes presentes na reunião, bem como a posição de que os trabalhadores esperam uma resposta forte do movimento sindical aos ataques aos direitos e também uma ação que conduza à retomada do crescimento.

“Não é possível conviver com um desemprego que atinge mais de 13 milhões de pessoas, muitas delas no desalento, sem esperança de melhora da economia, com empresas fechando, mais trabalhadores ficando sem receber seus direitos e uma lei trabalhista selvagem e desumana”, afirma Miguel Torres, presidente interino da Força Sindical.

Em 2016, o número de subocupados era de 4,8 milhões de trabalhadores. Em 2018, esse número ultrapassa 26 milhões de pessoas.

Segundo Juruna, secretário-geral da Força, é importante mobilizar e parar. “O País precisa gerar empregos e esta luta envolve a sociedade civil. O Dia de Luta será o dia do Basta, da classe trabalhadora e da sociedade”, afirma.

Comentários