Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
Radio Peao Brasil Luta Sindical

Conferência Internacional da OIT encerra-se com avanços e desafios

Terminou nesta sexta, 21 de junho de 2019, a 108ª Conferência da OIT (Organização Internacional do Trabalho) em Genebra, Suíça, evento que reuniu representantes de governos, empresários e trabalhadores de todo o mundo.

Com início em 10 de junho, a Conferência teve expressiva participação da comitiva brasileira e coordenação de Miguel Torres,presidente da Força Sindical, nos trabalhos e posições dos dirigentes sindicais brasileiros em defesa dos interesses da classe trabalhadora, por melhorias nas relações e nos ambientes de trabalho.

Como delegado da equipe brasileira, Miguel Torres fez um histórico discurso na abertura oficial do evento (de forma crítica aos ataques globais aos direitos dos trabalhadores e, de forma específica ao Brasil, à falta de diálogo por parte do governo e de parcelas do empresariado nacional e às medidas antissociais, antissindicais e anti-trabalhistas que estão sendo adotadas), os sindicalistas brasileiros mantiveram diversos encontros com dirigentes de outros países e avançamos na organização do próximo encontro do BRICS Sindical (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), a ser realizado em Brasília, em setembro.

Um avanço importante foi a aprovação em plenário, nesta sexta, da Convenção 190 que visa proteger as mulheres e outros grupos vulneráveis contra a violência e o assédio no mundo do trabalho. “No marco das novas normas, se reconhece o direito de todas as pessoas terem ambientes de trabalho isentos de violência e assédio”, saúda Guy Ryder, diretor geral da OIT.

Vale lembrar que este é o ano de celebração do centenário da OIT.

Motivos para celebrar? Sim. Mas o Brasil sai da Conferência com a marca de ser um dos 10 piores países do mundo para os trabalhadores e para o movimento sindical, em razão dos retrocessos trabalhistas, práticas antissindicais e perseguição a dirigentes sindicais, inclusive com mortes.

“Nosso País continua na lista suja da OIT, por descumprir normas internacionais e muito em função da recente reforma trabalhista do governo Temer, que precarizou as relações de trabalho, trouxe muita insegurança e não gerou os empregos de qualidade baseados no trabalho decente. Nossos desafios são enormes, tanto para evitar mais retrocessos na questão trabalhista, quanto para impedir que a reforma da Previdência do atual governo seja aprovada e destrua as aposentadorias e a Seguridade Social e gere mais problemas sociais e aumento da pobreza e da miséria”, finaliza Miguel Torres, que além de presidente da Força Sindical também preside a CNTM e o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes.

Por Val Gomes

 

Parabéns a todos os companheiros e companheiras, representantes de todas as centrais sindicais brasileiras, que muito bem representaram na Conferência da OIT as trabalhadoras e os trabalhadores brasileiros e o nosso movimento sindical unificado, participando dos debates, reuniões e decisões em defesa dos direitos, da democracia e do desenvolvimento.

Representantes dos Trabalhadores:

Delegado titular: Miguel Torres, Presidente da Força Sindical.

Ortélio Palácio Cuesta, Força Sindical.

Aelson Guaita, CSB.

Carlos Algusto Mull, CTB.

Antônio de Lisboa Amâncio Vale, CUT.

Junéia Martins Batista, CUT.

Ruth COELHO MONTEIRO, Força Sindical.

Geraldo RAMTHUN, NCST.

Lourenço FERREIRA DO PRADO, UGT.

Fernando LOPES, CNM/CUT.

FERNANDES DOS SANTOS NETO Antônio, President da CSB.

DE SOUZA Wagner José, UGT.

JURY ARNOUD Sérgio Augusto

AVELINO PEREIRA José

RODRIGUES DA SILVA Alessandro

COSTA FARIAS Clovis Renato

PEREIRA GUAITA Márcia

RAEFFRAY BARBOSA Augusta

BORTOLOTTO Christhyanne Regina

DE OLIVEIRA ALMEIDA Francisco

Vagner FREITAS DE MORAES, Presidente da CUT.

TURRA FILHO Júlio, CUT.

BATISTA PEREIRA Luiza, Presidente da FENATRAD.

DE SANTANA Francisco Xavier, FENATRAD.

TIBIRIÇÁ BON Fábio, CUT.

SIOBHAN RUPPERT Clair, CUT.

Nilton Neco SOUZA DA SILVA,Força Sindical.

LAURIBERTO FERREIRA Ademir, Força Sindical.

LEITE Sérgio Luiz, Força Sindical.

FERNANDES DA SILVA Rubens, Força Sindical.

CABRAL Eunice, Força Sindical.

DOS SANTOS Maria Auxiliadora, Força Sindical.

NONATO Raimundo, President da Força Sindical – CE.

Ricardo PATAH, Presidente da UGT.

CORRAL Sidney Paula, UGT.

DOS REIS SALIM Antonio Carlos, UGT.

MOTTA Luís Carlos, UGT

THAUMATURGO CORTIZO Antonio Maria, SINCAB.

BUFELLI MACARI Eleuza De Cássia, UGT.

DE CAMARGO SOUZA Josineide.

DE PÁDUA WALFRIDO FILHO Luiz Gustavo, UGT.

MALVINO PEREIRA José Moacyr, UGT.

Sr. DA SILVA ANTUNES Samuel, NCST e CONTRATUH.

ZERINO DA SILVA Sônia Maria, NCST.

DE SOUZA MAIA Eduardo, NCST.

FERREIRA MELO FÁVERO DE FRAVET Fanny, Sindsempmg.

MORAIS DE SENA Damázio, NCST e Presidente FUPESP.

DA SILVAAntonio Carlos Augusto, FUPESP.

DA SILVA FILHO Carlos Fernando, President SINAIT.

VOLTOLINI BURGUEÑO Sérgio Daniel, President da Confederação Ibero-Americana de Inspetores do Trabalho.

DOS SANTOS MARQUES Rudinei, President UNCON.

OTTAIANO PEREIRA Laila, Força Sindical.

CHIMINACIO Divanzir, Força Sindical.

LUNARD NICOLADELI Sandro, Força Sindical.

VEIGA CZARNESKI NICOLADELI Deisiane, Força Sindical.

LUSSÓN PELEGRIN Marbelis, Força Sindical.

BARREIROS Luiz Alberto, UGT.

MALVINO PEREIRA José Moacyr, UGT.

Organizações de trabalhadores:
Central dos Sindicatos Brasileiros – CSB; Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB;
Central Única dos Trabalhadores – CUT; Força Sindical;
Nova Central Sindical de Trabalhadores -NCST;
União Geral dos Trabalhadores – UGT.

Delegação da Força Sindical:

MIGUEL EDUARDO TORRES
ADEMIR LAURIBERTO FERREIRA
NILTON SOUZA DA SILVA
EUNICE CABRAL
SERGIO LUIZ LEITE
RUBENS FERNANDES
MARIA AUXILIADORA DOS SANTOS
RUTH COELHO MONTEIRO
RAIMUNDO NONATO GOMES
Ortélio Palacio Cuesta