Fale com o Presidente Miguel Torres
11 3388.1073 Central de Atendimento 11 3388.1073
Radio Peao Brasil Luta Sindical

50 anos das greves de Osasco e Contagem

“As greves de 1968 em Osasco/SP e Contagem/MG entraram para a História do Brasil como um grande grito dos trabalhadores e dirigentes metalúrgicos contra a ditadura iniciada no País quatro anos antes, em 1964.

Os companheiros de 1968, de forma solidária, lutaram bravamente contra a repressão, a perseguição e o arrocho salarial, contra as demissões e a exploração e por melhorias nas condições de trabalho.

Portanto, consideramos as homenagens organizadas pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco, aos 50 anos destas greves históricas, muito importantes.

A sociedade brasileira precisa lembrar e as gerações mais novas precisam saber que a resistência na época foi fundamental para a redemocratização do País e para as futuras conquistas de direitos na Constituição Federal de 1988, a chamada Constituição Cidadã.

Hoje, sob ameaças constantes, o movimento sindical unificado é novamente protagonista de lutas de resistência contra os ataques à democracia e aos direitos sociais, trabalhistas e previdenciários da classe trabalhadora.
Parabéns aos companheiros e companheiras das greves de Osasco e Contagem e aos Sindicatos!

Neste momento de grandes retrocessos, estas homenagens, além de muito merecidas, são uma força a mais para todos nós que estamos contra a crise, o desemprego e os ataques aos direitos, contra a venda de nossas riquezas e o desmonte dos setores produtivos estratégicos para o desenvolvimento do País.
Pois para a classe trabalhadora só a Luta Faz a Lei”.

Miguel Torres
presidente da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos), do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes e interino da Força Sindical